Spoilers Re:Zero Arco 4 Eien no Keiyaku

Spoilers Re:Zero Arco 4

Spoilers Re:Zero Arco 4

Spoilers de Re:Zero voltaram ao site, eu queria deixar algumas coisas claras antes.

  1. Os Spoilers serão divididos em Arcos, nesse post é apenas o Arco 4, outro post terá os Spoilers do Arco 5, Arco 6, etc.
  2. Esses Spoilers são da versão da Web Novel e não da Light Novel, por isso se você tiver lido a light novel que a NewPOP publica e notar diferenças de história, e porque tem mesmo mudanças na história entre as duas versões.
  3. Isso é um resumo da história, não apenas tendo os fatos importantes listados, mas sim um resumo de tudo que ocorre, texto longo.

Agora vamos as informações gerais do Arco 4.

O título do arco 4 é Eien no Keiyaku (O Contrato Eterno).

O Arco 4 na Light Novel consiste nos Volumes 10 – 11 – 12 – 13 – 14 e 15

Visão Geral do Arco 4

Subaru está arrasado pela perda da Rem (ela está em coma), mais tarde junto de Emília, eles vão até o Santuário para liberar os moradores da Vila Irlam, porém, um Roswaal ferido os informa que eles devem passar pelas provas do Santuário, sendo a examinadora das provas a Bruxa da Ganância, para liberar os demi-humanos da barreira.

Spoilers Re:Zero Arco 4

Três dias após a batalha contra o Culto das Bruxas, Subaru e Emilia voltam para a vila nas últimas seis Carruagens de Dragão preparadas pelos aldeões. Subaru não quis levar nenhuma criança com eles, pois ele queria conversar com ela em privado. Além disso, eles também carregam com eles o corpo inconsciente de Rem, que teve o nome e as memórias comidas por Ley Batenkaitos (Arcebispo da Gula). Antes dele deixar a Mansão de Roswaal, ele se reúne com Crusch, Ferris e Wilhelm para se despedirem. Ferris estava preocupado de certa forma com Subaru, que havia se esforçado demais durante a batalha, mas apesar dele não se sentir diferente, lhe foi ordenado a não usar magia por dois meses. Emilia pergunta a Crusch se ela estava preocupada dela ser meio elfa com cabelos prateados, mas Crusch (após ouvir de Emilia que ela não estava envergonhada da vida que vivia) disse a ela que não tinha medo.

No caminho à terra de Roswaal, o clima dentro da Carruagem de Dragão era terrível, o que fez com que Otto tentasse animar um pouco as coisas. Após uma conversa casual, imediatamente ela muda de direção para uma conversa de negócios. Assim que eles chegam à vila, eles são surpreendidos ao verem que estava completamente vazia, sem nenhum sinal dos aldeões que haviam evacuado para o Santuário. Isso faz com que eles acreditem que algo possa ter acontecido. Subaru e Emilia decidem voltar a mansão, juntamente com Otto, já que eles não sabiam onde ficava o Santuário, e para a surpresa de Subaru, o interior da mansão estava em ordem, diferentemente da destruição que ele imaginara. De repente, uma sombra se aproxima dele por trás, e ao ver uma boca aberta e repleta de presas, ele perde a consciência.

Ao acordar, ele recebe um pedido de desculpas de Frederica, e pergunta o que aconteceu. Frederica revela que ela foi chamada de volta para trabalhar na mansão por Ram, pois ela não possuía as habilidades para fazer isso por conta própria. Quando Otto pergunta a Subaru o que fazer com Rem, ele é surpreendido ao ser dito, de forma fria, para não tocá-la, pois ele a carregaria. Após pensar um pouco sobre o que aconteceu com Ram durante a batalha, Subaru faz com que Emilia o insulte para “limpar” sua mente, e depois vai embora até a biblioteca para visitar Beatrice. Ao chegar na biblioteca, ele pergunta a Beatrice se ela se lembra de Rem, no entanto ela se recusa a responder e percebe que a questão dele era uma insinuação de que alguém havia sido comido pela gula. Ao ouvir isso, Subaru tenta conseguir alguma informação dela, no qual ela se recusa a dizer qualquer coisa, mas fica surpresa ao ver que ele possuía o livro de Petelgeuse, fazendo com que ela perguntasse sobre os Genes de Preguiça das Bruxas. Ao perceber que Subaru não entendeu o que ela quis dizer, ela se pergunta o porquê de Subaru o ter matado, e diz para ele que ele teria que chegar numa decisão sobre os Genes das Bruxas em algum momento no futuro. Ela, então, diz para Subaru que ela não é uma fonte conveniente de respostas dele, e o chuta pra fora da biblioteca.

Ao voltar da biblioteca, ele vai até a Carruagem de Dragão com Frederica, para levar Rem a seu quarto. No caminho ele descobre que Beatrice era um Espírito. Após colocar Rem na cama, ele discute a situação com Emilia, que decide que eles precisam ir ao Santuário. Ao ouvir o plano, Frederica concorda em prepará-los para a viagem, informando-os que precisaria de dois dias e os avisa a ter cuidado com Garfiel Tinsel enquanto estiverem lá. Durante a espera, Subaru tenta falar com Otto a se juntar ao Campo de Emilia, que ultimamente se concretiza após ter Petra como testemunha. Dois dias depois, Subaru, Emilia e Otto vão ao Santuário, deixando Frederica e Petra para trás cuidando da mansão. Ao entrarem na floresta perto do Santuário, Emilia perde a consciência e eles são atacados de surpresa por Garfiel. Garfiel facilmente defende os ataques do Dragão de Terra e de Otto, no entanto decide deixar Subaru após o ver protegendo Emilia a qualquer custo, e os oferece para guiá-los até a vila.

Ao chegarem na vila, eles encontram Ram, que os guia para a casa onde Roswaal está. Para a surpresa deles, Roswaal estava deitado em sua cama, com seu corpo gravemente ferido

Spoilers Re:Zero Arco 4 Eien no Keiyaku

Ao questionarem Roswaal, ele confirma que o Santuário também era conhecido como Cemitério da Bruxa da Ganância, no qual ele insiste que os outros chamem pelo nome de Echidna. Ele revela que os “Roswaals” estavam encarregados de tomar conta do cemitério, e que ele e os aldeões estavam sendo presos, e portanto incapazes de retornarem. Ao perceber que Subaru não estava compreendendo a situação, ele explica que ele não foi ferido para ser colocado em prisão domiciliar, mas sim que ele estava ferido, e por isso foi colocado em prisão domiciliar, e enfatiza que os aldeões não foram responsáveis diretos pelo seus ferimentos. Logo após isso, Garfiel aparece e fica nervoso com Roswaal por não explicar direito as coisas. Isso faz com que Roswaal peça a Garfiel para guiar Subaru e Emilia ao cemitério. Enquanto eles saíam, Ram avisa quietamente a Subaru para não entrar no cemitério, caso não queira ser atraído pelos pensamentos da bruxa.

Quinze minutos depois, o trio chega ao cemitério, e Garfiel pede a Emilia para entrar e ver se ela era digna ou não de passar pelas provas. Os dois ficaram confusos pelo pedido, Garfiel revela que ele mesmo não sabe muito dessas provas, e que apenas aqueles que são dignos de passar por elas seriam incapazes de deixar o Santuário até que as terminassem. Ao ouvir isso, Emilia se lembra de que ela perdeu a consciência ao entrar no Santuário, algo que Garfiel confirmou ser o sinal de alguém “digno”, dizendo que todos que foram dignos eram meio elfos. Temendo pela segurança dela, Subaru pede a Garfiel para acompanhá-la durante as provas, mas ele recusa, dizendo que não poderia entrar por conta de um contrato. Subaru então cogita procurar por Otto para substituí-lo, mas Emilia menciona que ela ficaria bem. Subaru se oferece para vigiar primeiro, mas Garfiel se opõe e menciona que aqueles que não são dignos teriam o mesmo destino de Roswaal. Mesmo assim, ele decide fazer a escolta, e apesar do protesto dos outros dois, Subaru promete a Emilia de que ele voltaria a salvo. Apesar da promessa, Subaru cai numa armadilha assim que entra no túmulo, e dez minutos depois, ao acordar, ele encontra uma garota que se apresenta como Echidna.

Spoilers Re:Zero Arco 4 Eien no Keiyaku

Echidna percebe que Subaru estava cauteloso ao falar com ela, e decide mudar a área para uma planície de grama e o convida para tomar chá com ela. Após brincar um pouco com ele (ao dizer, por exemplo, que o chá era feito dos fluídos corporais dela), ela fica séria e diz que ele está em um dos sonhos dela. Subaru pede para ela mandá-lo de volta, mas é convencido a ficar após ela se comprometer a responder qualquer pergunta que ele tiver. Ao ver que ele ainda estava com medo, Echidna troca de lugar com Typhon, que depois de uma breve conversa, confere se ele é uma pessoa má ao apertar sua mão, deduzindo logo em seguida que ele não é. No entanto, Subaru percebe que ela arrancou fora o seu braço direito, e enquanto ele entrava em pânico, ela destrói as duas pernas dele do joelho para baixo, fazendo com que ele caia em seus braços. Ele fica ainda mais confuso quando ela se apresenta como a Bruxa do Orgulho, e então é substituída por Sekhmet, que comenta que Subaru foi a terceira pessoa a conhecer as três bruxas em seguida, as duas primeiras sendo Flugel e Reid Astrea. Subaru suplica para que ela recoloque as partes de seu corpo, mas ela recusa imediatamente e diz que isso seria muito irritante, e deixa Minerva tomando conta disso.

Ao olhar para ele, Minerva rapidamente deduziu que isso era trabalho de Typhon, e lamentou o conflito enquanto o curava. Assim que ela termina, ela o faz prometer que não se machucaria, e diz que ela o curaria mesmo assim, e então troca de lugar com Echidna. Echidna pergunta, então, se isso provava o quão inofensiva ela era se comparada a outras, no qual ele havia a referido como bruxa. A medida em que voltam a mesa, Echidna revela que ela havia coletado as almas das outras bruxas. Eles conversam sobre vários assuntos, como As Três Grandes Bestas Demoníacas de Daphne e Reid Astrea. O assunto finalmente chega na situação de Echidna, no qual Subaru estava curioso desde ela ter sido dita como falecida. Ao confirmar que ela estava morta, ela também explica que ela foi confinada no túmulo pelo dragão Volcanica como um estorvo para Satella. Ela também demonstrou algum interesse em Roswaal, mencionando que Roswaal é um “pouco sincero e cuidadoso”, capaz de sacrificar sua própria vida por um propósito. Tempos depois, os efeitos do chá que ela havia servido a Subaru começam a aparecer, e ela comenta que o que ele havia tomado era MESMO os fluídos corporais dela, e que os Genes de Bruxa estavam se ajustando em seu corpo.

Ao ouvir a explicação dela, Subaru percebe que ela falava de forma similar a Pack. Enquanto ele se preparava para sair, Echidna o fez prometer não contar a ninguém o que ele havia aprendido e permitido que os Genes de Bruxas se ajustassem dentro dele, e em troca, ela permitiria que ele tomasse o lugar de Emilia nas provas. Pouco tempo depois, Subaru acorda em um lugar da vila, e então vai de encontro com Emilia à casa que Roswaal estava. Na noite seguinte, Subaru visita o túmulo com Emilia e Lewes, e os dois esperaram do lado de fora enquanto ela realizava a prova. Nisso, as luzes do túmulo de repente se apagam, fazendo com que Subaru corresse para ajudá-la. Imediatamente, ele ouve uma voz dizendo-o para encarar o seu passado, e acaba voltando para seu quarto no Japão. Após interagir um pouco com seus pais,

Spoilers Re:Zero Arco 4 Eien no Keiyaku

ele decide ir à escola pela primeira vez em algum tempo, onde ele encontra Echidna vestindo o uniforme escolar feminino.

Spoilers Re:Zero Arco 4 Eien no Keiyaku

Subaru conta os detalhes para ela, e a agradece por deixá-lo dizer o que ele queria para seus pais, mesmo que eles fossem falsos, antes de deixar a prova. Assim que ele sai, Echidna volta sua atenção para a mesa do professor, onde Satella estava. Satella estava incomodada por Echidna ter brincado com os sentimentos dele, no qual ela diz que são somente dela. Nisso ela tenta absorvê-la, mas Echidna, calmamente, toma conta da situação ao invocar Sekhmet para empurrá-la de volta a escuridão.

Subaru acorda perto de Emilia, e percebe que ela está tendo dificuldades com a prova. Ele a acorda, porém o estresse que ela enfrentou durante a prova a torna mentalmente instável, fazendo com que Subaru tenha que carregá-la de volta a vila. Ela se recupera mais tarde naquele dia, e ao mesmo tempo em que ela fica surpresa por ele ter passado pela primeira prova, ela se recusa a tê-lo em seu lugar, dizendo que ela ficaria ao seu lado. Infelizmente, eles descobrem que ele não pode seguir em frente até que Emilia termine, algo que ela parecia ser incapaz de fazer já que ela também falha nas três noites seguidas. Garfiel fica incomodado com tudo isso. Encarando os resultados, Subaru negocia com Garfiel para libertar os reféns em troca dele fazer a prova no lugar de Emilia, no qual ambos os lados concordam. Mais tarde naquele dia, ele volta a vila com os reféns, e então visita a mansão de Roswaal para cuidar das coisas, quando ele percebe algo estranho. Enquanto ele olhava para Frederica e Petra, ele é morto por Elsa no quarto de Roswaal, que o lembra do que ela tinha dito sobre tomar conta de suas vísceras até a próxima vez que ela aparecesse.

Ao voltar da morte, Subaru rapidamente percebe que ele estava no cemitério após a primeira prova. Ao passar pelas mesmas situações do último loop, ele traz Emilia de volta para a casa, no entanto, dessa vez Garfiel se recusa a deixá-lo participar da prova. Ele protesta da decisão de Garfiel e Lewes com Roswaal, que se recusa a fazer qualquer coisa a respeito. Ele então pergunta sobre o passado de Emilia e descobre que ela havia congelado a vila inteira na Floresta de Elior no passado. Ao deixar a casa de Roswaal, Subaru decide ir até o túmulo, mas é impedido por Garfiel, que estava patrulhando a área, com a desconfiança de que Subaru fosse tentar algo. Subaru exige saber o porquê dele bloquear seu caminho, e Garfiel comenta que ele cheirava como uma bruxa, e por esse motivo ele não confiava em Subaru. Subaru tenta na manhã seguinte, mas Garfiel ainda estava lá.

Ele então vai até a casa de Lewes para conversar com ela. Por lá, ele nota contradições nas palavras dela, sobre se ela tinha realizado o teste ou não, no qual a única coisa que ela responde foi que ninguém no Santuário podia mentir. No dia seguinte, por conselho de Roswaal, os reféns são libertados e Subaru os lidera de volta à vila. No meio, ele para na mansão para perguntar a Frederica sobre Garfiel. Ao retornar a mansão, Subaru visita Rem e então se senta com Frederica para falar sobre o Santuário, mas ela diz que não pode dizer muito devido ao seu contrato com Roswaal. Para início de história, Frederica conta sobre a Guerra Demi Human, e então conta sobre sua família e como terminou ficando com Roswaal. Ela revela que eles foram capazes de deixar o Santuário, mas que Garfiel se recusou a sair, dizendo que ele não deixaria outros para trás.

Assim que a discussão termina, Subaru tenta procurar uma entrada para a biblioteca. Após falhar em encontrar uma, ele abre a entrada para a passagem secreta no quarto de Roswaal com a ajuda de Petra, que explica que a passagem liga a uma cabana nas montanhas. Ao entrar na passagem com Petra, ele chega ao quarto onde havia morrido anteriormente, e ao abrir a porta ele é imediatamente atacado por Elsa. Ao perceber quem era, Subaru usa Shamak para afastá-la, com os dois recuando o mais rápido que podiam. Felizmente, Frederica vem ajudá-los, bloqueando a entrada da passagem.

Após ter um momento para pensar, Subaru tenta acordar Petra, o qual pensava estar inconsciente. Infelizmente, ele percebe que a Faca Kukri estava cravada em sua nuca, o que a matou imediatamente. Sem saber o que fazer, ele carrega o corpo de Petra ao quarto de Rem, mas antes que ele conseguisse entrar, ele se desespera ao ouvir a voz de Elsa atrás dele.

Se recusando em deixar ela o matar, Subaru entra no quarto de Rem, apenas para ver ele mesmo na biblioteca, se atormentando com o pensamento de que Elsa poderia matar Rem. Beatrice confirma seus temores e começa a curar seus ferimentos. Subaru tenta cometer suicídio ao morder sua própria língua, no entanto, Beatrice o impede de morrer, o que o deixa irritado e quando ele parte pra cima dela, ela deixa cair o livro. Ao reconhecer o livro, Subaru exige saber se ela conseguia fazer o que o livro a pedia para fazer. Nisso ela o expulsa, mandando ele para um lugar parecido com um laboratório. Ao achar seu caminho para fora, ele percebe que ele estava no Santuário e decide interrogar Roswaal sobre tudo. Pouco tempo depois, ele chega à vila, e percebendo que não havia ninguém lá, ele ruma ao túmulo, onde Oousagi o mata. (Oousagi é um monstro)

Subaru retorna da morte mais uma vez no túmulo, e assim como seus últimos dois loops, ele carrega Emilia de volta para a casa dela antes de ir até a casa de Roswaal para interrogá-lo sobre tudo. Durante as perguntas, ele aprende que Roswaal também tinha um livro gospel, no qual Roswaal o refere como um dos dois únicos livros completos cujo os donos são ele e Beatrice, que faz com que Subaru perceba que ele sabia de tudo que havia acontecido. Subaru acusa ele de deixar Rem morrer, no qual ele responde perguntando quem seria ela. Subaru perde o controle e tenta atacar Roswaal mas é impedido por Garfiel que o ataca. Após isso ele é jogado numa cela, mas é resgatado três dias depois por Otto, e, com a ajuda de Ram, lidera os aldeões para fora do Santuário. Ao chegarem perto da barreira, Garfiel bloqueia o caminho deles, mas autoriza eles passarem desde que Subaru ficasse para trás, mas apesar disso, ele o tenta matar mais uma vez, forçando Ram a segurá-lo para que Subaru fugisse com os aldeões. As ações de Ram enfurecem Garfiel, fazendo com que ele perseguisse os aldeões e os massacrassem. Subaru tenta ajudar mas é jogado para longe por Pastrasche. Ao voltar para o local, pouco tempo depois, ele fica confuso em não ver nenhum corpo. Sua confusão aumenta quando ele vê que não havia ninguém no Santuário também. Confuso e cansado, ele sai do túmulo apenas para encontrar Oousagi e ser comido novamente.

Spoilers re zero

Subaru retorna da morte de novo, no entanto, dessa vez, Echidna o “convida” para tomar chá de novo e lá eles conversam sobre sua habilidade (a de retornar da morte). Assim que eles terminam de falar sobre isso, Subaru muda de assunto e fala sobre sua mais recente morte, e após explicar como ela se deu, Echidna informa que ele foi morto por Oousagi, uma das Três Grandes Bestas Demoníacas criadas pela Bruxa da Gula, Daphne (A Baleia Branca também é uma das três grandes bestas). Ao ouvir isso, Subaru pede para ver a bruxa, e apesar dela recusar de início, Subaru consegue convencê-la. Os dois acabam discutindo sobre Bestas Demoníacas, fazendo com que Daphne faça Subaru sentir o que é a extrema fome, na qual ele se recupera momentos depois graças ao soco de Minerva. Cauteloso após presenciar tal situação, ele declara que irá se livrar de Oousagi, o que faz com que Daphne solte uma risada e logo em seguida troque de lugar com Echidna.

Assim que seu corpo começa a “acordar” no túmulo, Echidna pega o lenço de Petra como pagamento por sua ajuda. Ele acorda no túmulo mas percebe que Emilia não está lá, nisso ele sai correndo para fora com um pressentimento ruim.

Lá fora, Subaru fica surpreso ao ver que o Santuário foi envolvido em sombras, ficando cara a cara com a sombra da Bruxa da inveja. A bruxa tenta absorvê-lo, mas Garfiel o salva, e explica que todo mundo foi engolido pelas sombras. A bruxa continua tentando absorvê-lo, que faz com que Garfiel mude para sua forma bestificada e lute com Lewes Meyers contra ela.

Entretanto, ambos são mortos rapidamente pela sombra. A sombra então se reaproxima de Subaru e tenta absorvê-lo novamente, mas dessa vez uma luz surge do peito de Subaru, surge do lenço de Petra que havia sido dado a Echidna. Modificado por ela, o lenço endurece de acordo com sua vontade, permitindo a Subaru usá-lo como uma arma para cortar as sombras que tentam absorvê-lo. Ao usar o lenço, ele vai fazendo caminho até a bruxa, mas é surpreendido ao ver que quem estava atrás das sombras, era Emilia. Por conta disso, a bruxa consegue pegá-lo em suas sombras. Vendo que não havia outra alternativa, Subaru corta sua própria garganta com o lenço, e ao morrer, ele percebe que a bruxa estava controlando o corpo de Emilia, enquanto ele promete que irá salvá-la

Subaru acorda novamente no túmulo, mas diferentemente dos outros loops, dessa vez ele discute das provas com Emilia logo após acordá-la. Os eventos são os mesmos de loops anteriores, mas dessa vez ele fica mais um tempo com Emilia para discutir sobre as provas, e mentindo para ela sobre fazer as provas por conta própria. Assim que ele termina, ele pergunta a Ram sobre o livro gospel de Roswaal, e depois é interrogado por Garfiel. Subaru pergunta de Lewes para Garfiel, e faz com que o garoto fique furioso, dizendo que ele jamais entenderia as coisas que eles passaram. Subaru então responde que ele também já passou por coisas similares, várias vezes. Após se separarem, Subaru se lembra da vez em que o encontrou na frente do túmulo enquanto falava com Otto, e refaz seus passos para chegar no lugar parecido com um laboratório. Ao adentrar no lugar, ele fica surpreso ao ver Lewes dentro de um grande cristal, mas se recompõe rapidamente e analisa a situação.

Spoilers re zero

Ao ver que a disposição da sala era um pouco estranha, ele começa a verificar as paredes em busca de uma sala secreta, e ao virar-se para a porta que levava a outra sala, ele bate de frente com outra Lewes. Ele tenta conversar com ela, mas Lewes o ignora e começa a cuidar do cristal, e enquanto Subaru a assistia, ele sente a mesma sensação de quando usa magia poderosa ao ver uma luz brilhar de dentro do cristal, e percebe que o cristal estava interferindo com a mana da atmosfera.

Ao terminar seu trabalho, Lewes tenta ir embora mas é impedida por Subaru, que a segura com uma das mãos enquanto examina o cristal com a outra. De repente, ele é pego com uma sensação intensa de calor dentro de seu corpo, forçando-o a cair no chão em dor. A sensação logo some, e ele fica surpreso ao ver Lewes se ajoelhar e cumprimentá-lo, e em seguida, o leva para fora onde a Lewes que ele conhecia estava esperando. Ela então promete explicar tudo assim que eles saírem de lá.

Após chegarem na casa temporária de Lewes, ela explica para Subaru que a Lewes Meyer de dentro do cristal era a verdadeira garota, e todas as outras Lewes que ele havia visto eram mera cópias da original, que ela revela terem sido criadas através de uma magia especial, e com o resto do corpo sendo criado com mana. Ela ainda diz que todas as Lewes criadas tinham inteligência o suficiente para seguir ordens, desde o momento do nascimento. Isso o faz acreditar que as cópias estavam sendo criadas para fazer experimentos sobre a imortalidade, mas Lewes aponta que o experimento de Echidna não foi um sucesso pois as outras cópias não eram boas os suficiente como recipiente para hospedar sua alma. Ela explica que por conta disso, as poucas cópias criadas possuíam personalidades quebradas, e que era problemático se livrar delas pois elas possuíam fragmentos de poder da Bruxa da Ganância. Lewes continua ao dizer para Subaru que, fora as quatro cópias que agiam como Lewes, o resto das cópias serviam como olhos e mensageiros, revelando também que levou três dias para recarregar uma das quatro cópias. Ela termina dizendo que Subaru era capaz de ordenar as cópias, já que ele é um Discípulo da Ganância. Subaru não entende o que ela quis dizer, até ele comentar sobre o chá de Echidna, o que Lewes confirma ser a causa disso.

Spoilers re zero

Reunindo as informações em sua mente, Subaru deixa um recado para Emilia, e então faz com que as cópias o ajudem a escapar do Santuário, lembrando também de trazer consigo o livro gospel de Petelgeuse, que ele aparentemente conseguia ler dessa vez. Assim como ele previa, Garfiel o tenta impedir de deixar o Santuário, mas Subaru lida com ele ao fazer uma das cópias e uma das quatro Lewes principais segurá-lo, enquanto ele saía. Ao chegar na mansão mais tarde naquele dia, Subaru pede a Petra para ficar em casa na próxima semana e então conversa sobre Garfiel com Frederica, e descobre que Garfiel já havia feito as provas no passado. Depois disso, Subaru visita Beatrice na biblioteca, contando à ela várias coisas e finaliza mencionando que ela era, provavelmente, o Espírito de Contrato de Echidna. Derrotada, Beatrice deixa o livro gospel cair no chão, imediatamente pego por Subaru. Ele fica surpreso ao ver que o livro inteiro estava em branco, fazendo com que Beatrice mencione que estava branco por anos e o pede para matá-la, e então, libertá-la de seu contrato. Subaru se recusa, fazendo com que ela entre em desespero, dizendo a ele que ela esteve sozinha por 400 anos. Quando Subaru se oferece a firmar um contrato com ela, Beatrice pergunta se ele a colocaria como prioridade, o lembrando que ele jamais poderia fazer isso, já que esse “lugar” já estava ocupado por Emilia e Rem. Ao ouvir isso, Subaru pergunta o porquê dela deixar que a matasse, mas antes que ela pudesse responder, Beatrice é interrompida por Elsa, que estava parada na entrada da porta com uma Faca Kukri manchada de sangue em sua mão.

Surpresa em vê-la na biblioteca, Beatrice pergunta como ela foi capaz de encontrar o lugar, que faz com que Elsa revele que ela deixou todas as portas da mansão aberta, já que sua Door Crossing não consegue se conectar a portas abertas. Ao ouvir que ela havia matado Petra, Subaru conjura Shamak e puxa a si mesmo e Beatrice nele, de forma a confundir Elsa enquanto eles escapam. Ao correrem pela mansão, os dois encontram o corpo morto de Petra na mesa de jantar, mas decidem deixá-la por ora para procurarem Rem. Subaru estava certo de que Frederica foi quem deixou Elsa entrar, no entanto, suas suspeitas são esclarecidas quando eles acham o corpo morto de Frederica na frente do quarto de Rem, que ela morreu tentado proteger. Antes que eles conseguissem entrar no quarto, Elsa os alcança, forçando Beatrice a lutar usando sua Yin Magic. Eles conseguem recuperar Rem, mas Beatrice é morta por Elsa, e Subaru é atacado até perder a consciência. Ele acorda tempos depois para descobrir que nem ele e nem Rem haviam sido mortos, e por isso fica confuso. De qualquer forma, ele carrega os corpos de Petra e Frederica para a vila, mas não encontra nenhum aldeão. Ignorando o mau pressentimento que tinha, ele enterra ambas na vila, e então, retorna ao Santuário. Lá, ele encontra Garfiel nervoso, que diz que ele conseguiu tomar o controle de volta das cópias.

Usando Rem como refém, Garfiel ordena a Subaru para trazer Emilia para fora do túmulo, e aponta para a condição climática de “inverno” em sua volta, comentando que suspeitara de Emilia congelar o lugar, assim como na Floresta de Elior. Sem escolha, Subaru entra para verificar Emilia, que estava preocupada com ele, e até menciona que o ama. Mesmo assim, ao sair do túmulo, Subaru conta a Garfiel que ela havia enlouquecido, pois ele sabia que ela jamais dependeria dele dessa forma. Antes que Garfiel pudesse dizer qualquer coisa, Subaru revela que ele havia aprendido tudo sobre ele, incluindo o fato de que Roswaal era o responsável pela neve, dizendo que ele, provavelmente, era quem os estava mantendo no Santuário. Pouco tempo depois, os dois confrontam Roswaal sobre a neve, mas para a surpresa de Subaru, Roswaal o pergunta se foi ele quem havia dito isso à ele. Roswaal fica decepcionado com a resposta de Subaru, mas não nega que ele é o responsável pela neve, fazendo com que Garfiel o atacasse, sendo imediatamente impedido por Ram. Roswaal então a elogia por ser uma boa “seguidora”. Subaru não entende o que ele quis dizer, até perceber que ele havia perfurado Ram e Garfiel com seu braço, e consequentemente, destruindo a cabeça de Garfiel, impedindo-o de se transformar na besta. Ram e Garfiel são mortos. Roswaal então continua falando com Subaru, e diz saber que Subaru não se sente triste pelas mortes, pois há um método para reverter isso. Com isso, Subaru percebe que Roswaal sabia de suas habilidades. Roswaal revela que tudo o que aconteceu no Santuário tinha ido de acordo com seus planos, e que ele havia usado a neve para manipular Garfiel em fazer os outros pensarem que era culpa de Emilia.

Ao ouvir isso, Subaru ordena às cópias Lewes para atacarem Roswaal, no entanto, Roswaal as mata facilmente com magia e revela que ele havia parado de fazer nevar, e portanto podia usar sua magia de novo. Após matá-las, Roswaal conjura Goa várias vezes na direção da floresta, onde Oousagi chegara no Santuário. Enquanto matava um a um, Roswaal explicou que a mana e a neve os atraíram para o Santuário, e então ele para de matá-los, dizendo que ele não tinha mais motivo para viver. Roswaal é então comido pela Besta Demoníaca. Correndo com todas suas forças, Subaru chega à catedral, mas é tarde demais, o lugar já estava em chamas e com os aldeões aceitando a morte em vez de lutarem. Ele se lembrou que Rem também estava na catedral e que não havia nada que ele pudesse fazer para salvá-la. Ao voltar para o túmulo, a enlouquecida Emilia o cumprimenta e o coloca em seu colo. Por ter enlouquecido, Emilia não percebe que Oousagi estava comendo Subaru, e enquanto ele morria, Emilia o beija, no qual Subaru descreve como o “gosto gelado da morte”.

Spoilers re zero

Subaru retorna da morte pela quinta vez, e refaz os eventos normalmente, mas dessa vez ele revela tudo que ele sabe sobre Garfiel e mente para ele dizendo que falhou nas provas. Ao voltar para o túmulo, Subaru tenta voltar ao reino de Echidna, mas é forçado a começar a segunda prova, que era ver a continuação de sua 13ª morte, a mesma em que ele se matou depois de ver o nome e as memórias de Rem serem comidas. Wilhelm e Ferris tentam salvá-lo, no entanto, a coisa de dentro de Subaru os ataca, e então Pack congela toda a área. Nesse momento, Subaru retorna ao túmulo, mas logo em seguida é puxado de volta para a prova, dessa vez para assistir sua 12ª morte, aquela onde Ferris e Julius o mataram juntamente com Petelgeuse. Ele assiste todos lamentando sua morte e Julius dizendo que queria ser amigo dele. Ele também é forçado a ver uma continuação de outra morte sua, dessa vez a 7ª, onde ele havia pulado de um penhasco na frente de Ram e Beatrice. Vendo seu corpo morto, Ram furiosamente tenta atacar Beatrice, mas desiste ao ver que ela estava ajoelhada e chorando próximo a Subaru. Depois disso, Subaru é forçado a ver a continuação de sua 9ª morte, naquela onde Pack o havia congelado na Mansão de Roswaal após escapar da caverna de Petelgeuse. Nessa continuação, Reinhard havia confrontado Pack logo após este ter matado Subaru. Reinhard mata Pack, e finaliza dizendo que Felt ficaria triste.

Spoilers re zero

Após isso, Subaru é forçado a ver a continuação de sua 1ª morte, naquela onde Elsa matou ele e Emilia na noite da Stolen Goods Warehouse. Assim que Elsa os mata, Pack aparece para vingá-los, congelando toda a área. Após isso, Subaru assiste sua 5ª morte, onde ele é morto por Rem a caminho do quarto de Emilia. Após ouvir que Rem havia matado Subaru, Emilia corta laços com Roswaal e dá um tapa nele. Emilia então pede para Rem mostrá-la o corpo de Subaru e decide enterrá-lo na Floresta de Elior. Após isso, Subaru é forçado a ver sua 11ª morte, naquela onde ele se vê forçado a se matar após ser controlado por Petelgeuse. Após ver essa cena, ele retorna a um lugar desconhecido e encontra Rem, mas percebe que ela é falsa ao ouvir algumas frases que Rem jamais diria. Ao perceber que essa Rem é falsa, ela se transforma em uma garota diferente, e se apresenta como Carmilla, a Bruxa da Luxúria. Ele exige saber o porquê dela ter assumido a forma de Rem, e ela responde dizendo que queria que ele visse alguém que ele gostaria. Subaru acaba ficando nervoso e é salvo por Echidna, que comenta que ser atraído por Carmilla poderia levar a morte.

Echidna senta e conta para Subaru que ela mandou Carmilla para prevení-lo de se desgastar na prova. Em resposta as palavras dela, Subaru se senta, mas se recusa a beber o chá. Ao começarem a discussão, eles falam sobre a segunda prova, que Subaru adivinha corretamente como “ver os futuros de cada situação que aconteceu com ele”, fazendo com que ele tenha dúvidas sobre sua habilidade. Echidna também diz não saber como a habilidade funciona, e então eles mudam de assunto para falar da Bruxa da Inveja, na qual Echidna explica que a bruxa que Subaru havia encontrado era uma imitação, pois o recipiente era imaturo e nenhum de seus selos haviam sido quebrados, portanto, limitando o poder dela. Finalmente, Echidna oferece para firmar contrato com Subaru para ajudá-lo, no entanto, são interrompidos por Minerva que não reconheceria o contrato. Subaru não entende o que ela estava falando, mas com ajuda dela, Carmilla e Sekhmet, Subaru percebe que Echidna não estava contando toda a verdade, e então rejeita a oferta. Antes que ela pudesse responder qualquer coisa, Satella aparece, e Echidna explica que Satella e a Bruxa da Inveja são duas personalidades separadas. Minerva percebe que a mulher em sua frente era Satella, e sugere a Subaru para conversar com ela. Por suas conversas com Satella e outras bruxas, Subaru aceita a si mesmo, e promete salvar Satella, mesmo que ela tenha o pedido para matá-la.

Spoilers re zero

Subaru retorna a realidade na manhã seguinte e se encontra fora do túmulo. Ele descobre através de Otto que Pastrasche havia o puxado para fora. Após isso, Subaru tenta entrar no túmulo para verificar qual seria sua próxima prova, mas descobre que seu direito de realizar as provas havia sido anulado. Ele confirma isso ao tentar impor autoridade nas cópias Lewes e falha. Sem saber o que fazer, ele visita Roswaal à noite, em busca de informações. Isso acaba gerando uma batalha “intelectual” entre os dois. Nessa “batalha”, Subaru revela que Echidna anulou seus direitos de realizar as provas, fazendo com que Roswaal entre em pânico, já que este futuro não estava escrito em seu livro gospel. Nessa agitação, Roswaal deixa escapar que ele havia sido o responsável por contratar Elsa para matar todos da Mansão, apenas para “fortalecer” Subaru. Independentemente de suas alegações, Roswaal se recusou a ordenar para que Elsa parasse, dizendo que ele faria o que fosse preciso para que Subaru ficasse “completo”. Ao deixar a casa de Roswaal, Subaru encontra Emilia e tenta convencê-la a não realizar as provas até que ele encontrasse uma maneira melhor. Emilia, porém, recusa a oferta de Subaru, dizendo a ele que ela não podia sempre depender dele. Subaru cai no sono na floresta aquela noite, e é acordado por Garfiel no dia seguinte. Otto tenta animá-lo com a promessa de ajudá-lo. Subaru volta para Roswaal e faz uma aposta. Ele diz a Roswaal que ele faria o que ele quisesse no atual loop, mas que se ele morresse por isso, Roswaal teria que obedecê-lo no próximo. Subaru diz que ele conseguiria a aliança de Garfiel e faria Emilia pular as provas. Subaru faz o contrato de aposta com Roswaal, que não acreditava que ele seria capaz de cumprir. Com o contrato firmado, Subaru retorna a Otto para discutirem seus próximos passos.

No caminho do laboratório, Subaru discute as ações de Garfiel com Lewes, e chega a conclusão de que uma das quatro outras Lewes principais era contra libertar o Santuário. Naquela noite, ele visita Emilia, e com alguma coragem, ele tenta convencê-la a conversar sobre o que ela viu nas provas. Após isso, Subaru percebe que Pack não estava dormindo, o que faz com que ele fale telepaticamente revelando que a única forma que ela passaria pelas provas era com ele quebrando o contrato, e que Subaru deveria apoiá-la enquanto ele estivesse fora. Na manhã seguinte, Emilia tem uma crise emocional mas acaba caindo no sono. Subaru então se encontra com a Lewes que ele chama de Lewes Sigma. Durante esse encontro, Subaru descobre que Lewes Theta, era a que ele precisava ver. Após isso, Subaru se reagrupa com Otto para visitar Roswaal, onde Otto concorda que ele não interferiria diretamente. Após isso, ele vai ver Emilia, que o pede para segurar sua mão até de manhã. No entanto, Subaru quebra essa promessa para se preparar, fazendo com que ela suma no dia seguinte. Lewes Theta também desaparece no dia seguinte, e então Subaru e Otto saem a procura dela antes que Garfiel a encontrasse. Felizmente, Subaru a encontra na casa antiga de Garfiel e Frederica. Ela então explica o que ela viu durante a prova, e concorda em apoiá-lo em sua tarefa de libertar o Santuário. Seguindo a história de Lewes Theta, Subaru tinha uma noção de onde Emilia estaria, e parte em busca dela, deixando Otto lidar com Garfiel.

No Santuário, Garfiel sente o cheiro de várias pessoas indo em uma direção, e após ver Otto e algumas Carruagens de Dragão, ele exige saber o que estavam fazendo. Garfiel logo percebe que o cheiro que ele estava sentindo vinha das roupas das pessoas, e de que os verdadeiros aldeões já haviam deixado o Santuário nas Carruagens. Ele então considera ir até o túmulo para impedir o encontro de Subaru e Emilia, mas é impedido por Otto, que usa vários métodos para distraí-lo. Garfiel tenta acabar com a brincadeira, mas Ram se junta a Otto para ajudá-lo. Garfiel não entende o motivo deles estarem ajudando Subaru, no qual eles apenas respondem que confiam nele. Sem tempo para ficar pensando, Garfiel se transforma em besta para acabar com eles, mas Ram já estava esperando por isso. Com ajuda de Otto, Ram derrota Garfiel, que não estava atordoado pelas distrações que Otto havia feito.

De volta ao túmulo, Subaru encontra Emilia, pedindo para que ela fale com ele. Após um argumento entre os dois sobre promessas, ele decide ser mais fiel as promessas, mas convence ela de que ele acredita nela porque a ama, e para provar, ele a beija (que ele dessa vez caracteriza como uma vida acalorada, o contrário da última vez). Subaru decide sair (deixando Emilia pensativa com seus sentimentos UI) para encontrar Garfiel todo ferido. Emilia o segue em seguida. Ambos percebem que Garfiel parece estar com medo e assustado com algo, no qual ele nega repetidamente. Apesar disso, ele cede quando Subaru menciona o que ele havia escutado durante a prova de Garfiel, e então ele conta que a mãe dele havia morrido após eles terem deixado o Santuário, e é por isso que ele se opunha em libertar o Santuário, pois ele acreditava que não havia felicidade fora dele. Ao ouvir isso, Subaru decide provar que ele tinha um bom coração, e no calor do momento acabam lutando. Durante a batalha, Garfiel tenta se transformar em besta, mas é impedido por uma pedra de cristal cravada em seu ombro, que por fim, suga toda sua mana. Apesar de ter conseguido atingí-lo, Subaru precisou conjurar Shamak, e portanto, fazendo com que seu portão fosse danificado. Mesmo se recusando em se render, Subaru o derrota com uma Mão Invisível.

Após ter assistido a batalha dos dois, Emilia tem sua atenção voltada para as árvores ao redor, onde Roswaal aparece. Ele diz ter vindo por estar preocupado com eles. Ao ver que Roswaal estava preparado para atacar Subaru durante a luta, Emilia conversa com ele sobre suas intenções. Nisso Roswaal mostra seu livro gospel, alegando que Subaru e ele eram parecidos na parte de forçar suas ideias na mulher que eles estavam atraídos. Quando Emilia nega essa afirmação ao revelar o que Subaru tinha feito, Roswaal fica agitado, mas recompõe a compostura, pois acreditava que mesmo assim não a perderia para ele. Dez minutos depois, Otto se junta a eles com Ram toda machucada em suas costas.

Se reunindo novamente, Ram conversa com Garfiel sobre refazer a prova, no qual ele concorda, e entra no túmulo para dar início. Para sua surpresa, o motivo pelo qual sua mãe havia sumido, foi para trazer de volta seu pai, e não porque ela queria viver sua própria vida. Após conversar com a imagem de uma Frederica jovem, Garfiel decide ajudar aqueles que precisavam dele, e ao retornar, começa a chamar Subaru de “chefe”. Antes de Emilia fazer a prova, cada um presente a aconselhou, com exceção de Subaru, no qual ela diz que eles iriam resolver o que eles haviam feito no túmulo em outro momento. Ela então entra no túmulo com bastante confiança. Para a surpresa dela, Emilia percebe que Subaru havia feito imagens e palavras dentro da primeira sala para animá-la, e então ela entende o motivo pelo qual ele a havia deixado na noite anterior.

Enquanto Emilia estava dentro do túmulo, o grupo de Subaru volta para a casa de Roswaal para conversar com ele, e lá encontram a quinta cópia de Lewes (Lewes Omega), que não demonstrou intenções de impedi-los de libertar o Santuário. Os dois entram no quarto de Roswaal para descobrir uma bagunça, feita por um Roswaal enfurecido. Ao ver Garfiel com Subaru, Roswaal começa a tirar sarro dele por mudar de lado tão facilmente, mas quando Garfiel responde a provocação mencionando que ele havia finalizado a primeira prova, Roswaal fica mais pressionado. Com isso, ele começa a redirecionar os insultos a Emilia, fazendo com que Subaru fique nervoso e indague se ele alguma vez já se preocupou com ela. Subaru diz a ele que Emilia conseguiria passar na prova, e se proclama como cavaleiro dela. Nisso, ele, Otto e Garfiel saem para impedir Elsa. De volta a mansão, Frederica chega a tempo para impedir Elsa de atacar Petra, e é ajudada por Garfiel que assume o lugar dela, e fala para ela ir ajudar os outros. Enquanto isso, subaru tenta convencer Beatrice a fugir com ela, mas não consegue e ela o expulsa da biblioteca. Pouco tempo depois, Otto e Petra se juntam a ele, e o informam que uma horda de Bestas Demoníacas havia cercado a mansão, tornando impossível deles escaparem. Nesse momento, eles são atacados por Elsa, que havia fugido de sua batalha com Garfiel. Mas, felizmente, Frederica se junta a eles com Rem amarrada em suas costas. Garfiel surge quebrando o telhado com uma Besta Demoníaca morta.

O grupo deixa Garfiel para trás para que ele lide com os inimigos, enquanto eles procuram por uma saída. Enquanto lidam com outras Bestas Demoníacas no caminho, o grupo finalmente chega ao corredor com a entrada para o quarto de Roswaal, onde um dos trunfos de Meili, o Guiltylowe, estava patrulhando e impedindo qualquer um de escapar pela passagem. Juntando as habilidades, o grupo consegue enganar a Besta Demoníaca para que ela caia em suas armadilhas. Após Subaru falhar em finalizá-lo com uma explosão na cozinha, Otto o cobre com óleo e faz com que ele queime até a morte. Infelizmente, Otto usa muito óleo, e isso faz com que o fogo se espalhe rapidamente pela mansão. O grupo rapidamente retorna ao quarto de Roswaal, onde Subaru diz que que ele ficaria para cuidar de Beatrice. Enquanto olhava em sua volta, Garfiel termina sua luta contra Elsa, Meili e o outro trunfo de Meili, o Wagpig. Garfiel mata Wagpig, e usa seu grande corpo para esmagar Elsa. Enquanto isso, Subaru tenta entrar na biblioteca várias vezes, mas em todas elas, Beatrice o expulsa (sete vezes). Infelizmente, na próxima tentativa, ele é atacado por Elsa, que está fatalmente ferida e Guiltylowe, mas felizmente, eles começam a se matar, dando a ele tempo suficiente para alcançar a porta. Elsa, com dificuldade, o segue após ter conseguido matar a Besta Demoníaca, mas ao contrário de Subaru que consegue entrar na biblioteca, ela é pega em uma explosão no segundo em que abre a porta, tendo seu corpo completamente destruído pelo fogo. Segundos depois, a mansão entra em colapso.

A biblioteca em si estava uma bagunça, o lugar estava desmoronando e o fogo começando a queimar pela sala. Dessa vez, Subaru consegue convencer Beatrice a aceitá-lo, dizendo a ela que mesmo que ela vivesse por mais tempo que ele, ele teria certeza de que ela jamais o esquecesse, nisso ela finalmente o chama pelo seu nome. Os dois escapam da biblioteca ao se teleportarem para o Santuário, para o alívio de todos.

Após terem se teleportado, Emilia termina a primeira e segunda prova, e então é ovacionada pelos aldeões do Santuário, que haviam se reunido no túmulo para apoiá-la. Enquanto isso, Ram confronta Roswaal, que agora a via como uma inimiga, e Ram o avisa que ela veio para tirá-lo de sua obsessão por Echidna. Conversando um com o outro, eles olham para o contrato que fizeram, que diz que desde que as coisas aconteçam da forma que está no livro gospel, Ram o serviria com sua vida. Porém, se não acontecesse da mesma forma que no livro, ela poderia fazer o que ela quisesse com ele, mas que ele seria um casco vazio pois perderia toda a razão de viver. Ele menciona também que ela provavelmente viveu uma vida dolorosa pois foi forçada a jurar lealdade para o homem que foi a causa da destruição de sua vila (intencionalmente usando palavras para machucá-la). Terminando a conversa, Roswaal diz que a puniria por tê-lo traído e os dois começam a lutar. Durante a luta, ele fica surpreso em descobrir que ela o amava em vez de odiá-lo ou possuir sentimentos de vingança como ele acreditara, de qualquer forma, Roswaal se recusa a acreditar nessas palavras, dizendo que as palavras dela não faziam sentido pois ele era um ser que deveria ser odiado por ela. Ram concorda que inicialmente ela o odiava, mas que se apaixonou depois. Ela se força ao entrar em sua forma Demônio, onde rapidamente alcança o livro gospel que Roswaal havia deixado de lado quando a luta começou, e o arremessa no fogo para destruí-lo. Isso enfurece Roswaal, que acerta Ram com uma explosão de fogo.

No túmulo, Emilia termina sua terceira prova, e entra na última sala, onde ela encontra o corpo de Echidna em um caixão de pedra. Ao se lembrar o que ela precisava fazer, Emilia lê o fluxo de mana, usando como um guia para se livrar da magia que mantinha o Santuário selado. Feito isso, ela vai para fora e encontra a área coberta por neve, e descobre pelos aldeões reunidos lá, que eles haviam retornado para trazer todos para fora, mas que a neve havia impedido eles. Após isso, Lewes explica que, por tocar no caixão de pedra, Emilia agora possui o controle das cópias Lewes, e a promete ajudá-la em encontrar Roswaal e por um fim nas ações dele. Pelo Santuário, Roswaal já não sabia mais o que fazer, mas mesmo assim, ele faz nevar como antes e então começa a dar mana para Ram, como sempre, para evitar que ela morresse, já que ele ainda precisava dela. Emilia alcança e encontra Roswaal que já não havia motivos para continuar vivo e Ram que estava quase morta em seus braços. Nisso, os Oousagi aparecem, mas felizmente, Subaru e Beatrice teleportam perto e os ajudam na luta. Subaru, Emilia e Beatrice trabalham em conjunto, até que Beatrice os manda para uma dimensão diferente com Al Shamak. Ao ver que foram vitoriosos, Subaru começa a celebrar e agradecer Beatrice enquanto a segurava, no entanto ele tropeça, e faz com que ambos caiam de cara na neve.

Mais tarde, Beatrice e Roswaal visitam o corpo de Echidna no túmulo, enquanto todos se divertiam na neve do lado de fora. Durante a conversa lá dentro, Roswaal revela a Beatrice que ele era de fato, o Roswaal original, e que havia usado os corpos de seus netos pelos últimos 400 anos. Beatrice decide não julgá-lo, mas o bate com seu sapato. Após isso, ele pergunta a Beatrice, se ela o ajudaria se ela conseguisse se reunir com Echidna. Do lado de fora, enquanto Subaru fazia esculturas de neve de Pack, Emilia decide conversar sobre o que eles fizeram no túmulo. Subaru então fica confuso ao ver que, aparentemente, Emilia acredita que uma mulher engravida ao beijar um homem. Ele pensa em corrigi-la, mas deixa Ram e Frederica fazer isso (tadinha dela uhauhahuahuauh)

Garfiel, Frederica, Otto, Petra e Rem chegam ao Santuário mais tarde naquele dia, juntamente com sua prisioneira, Meili, e se revezam em dar socos em Roswaal, por tudo que ele havia feito. Terminado isso, o grupo se reúne na catedral para discutirem sobre a situação atual, com Roswaal jurando pela alma de Echidna que ele não tentaria nada do que fez novamente. Garfiel, no entanto, ainda suspeita dele, mas Subaru resolve isso ao fazer Roswaal prometer consertar tudo o que fez, especialmente com os aldeões e as pessoas do Santuário. Prosseguindo a conversa, o grupo dispersa, e nisso, Subaru e Roswaal visitam o corpo de Echidna novamente. Por lá, Roswaal revela a Subaru que ele tinha um método de reviver Echidna que não iria contra a Od Laguna, mas se recusa a contar os detalhes, pois não fora mencionado em seu contrato. Além disso, ele revela que por mais que ele tenha contratado Elsa, ele não tinha pedido para matar Frederica nem Petra, e que ele não foi responsável por contratar Meili durante os incidentes de Wolgarm e do Santuário. Após isso, Roswaal sai, e Beatrice aparece para conversar com Subaru sobre as condições que o contratante dela deveria ter.

Em outro lugar, Echidna, que havia retornado para o mundo dos vivos ao transferir sua alma para o corpo de Lewes Meyer, usando Lewes Omega como intermédio, muda seu nome para Omega após ver as memórias que restaram de sua alma. Ao olhar em volta, ela decide passar um tempo se acostumando com tudo novamente, e deixa o lugar.

FIM DO ARCO 4

Leia os Spoilers do Arco 5 AQUI


Leia Mais Re:Zero!

Apoie a VSA! Doe pelo Paypal, Curta a gente no Face, Insta e Twitter! Compre Mangás na Amazon e ajude a Rem a voltar!!!

Compartilhe!!