Polêmicas

Reclamam de Oshi no Ko por ser “Muito Otaku”

Reclamam de Oshi no Ko

Reclamam de Oshi no Ko por ser “muito otaku”, “nojento”, “grotesco” e muitos outros nomes por apresentar elementos de reencarnação e homens adultos fãs de ídols menores de idade… apesar de que a parte das ídols serem menores de idade ser algo que realmente acontece no Japão, o anime está apenas retratando isso.

O primeiro episódio de Oshi no Ko teve 90 minutos de duração e adaptou todo o primeiro volume do mangá para que, na introdução da história, todo o prólogo pudesse ser contado e, assim, Oshi no Ko pudesse realmente começar.

O anime está fazendo um enorme sucesso, tanto no ocidente quanto no Japão, as pessoas não param de falar sobre ele e isso está deixando outras pessoas bastante irritadas.

Reclamam de Oshi no Ko por ser um “Anime nojento para Otakus”

Reclamam de Oshi no Ko por ser "Muito Otaku" 1

A crítica ao anime Oshi no Ko ganhou uma matéria no site japonês Nifty e gerou discussões em portais de anime no Japão. Segundo a publicação, o anime é considerado “nojento” e “orientado para otakus”, e que não vai agradar o público comum.

A partir daqui é o que a matéria do Nifty diz:

A matéria destaca que, apesar de a idolização de jovens menores de idade ser algo que ocorre no Japão, ainda assim reclamam de Oshi no Ko por retratar esse tema.

A matéria do Nifty cita que algumas pessoas classificam o anime como “chato”. Enquanto isso, os otakus têm elogiado a produção, o que tem “gerado desconforto entre outros grupos”.

Reclamam de Oshi no Ko porém alguns Fãs já o Consideram Anime da Temporada.

Oshi no Ko ep 1

Com a estreia do primeiro episódio de 90 minutos, muitas pessoas se emocionaram de verdade com toda a história, e muitos gostaram bastante do anime. Abaixo você confere alguns comentários que foram feitos em redes sociais por fãs do anime:

“Esse já é o anime definitivo da Temporada”

“Se Kimetsu no Yaiba e SPYxFAMILY podem ser fenômenos sociais, então Oshi no Ko pode ser também”

“Se Oshi no Ko se tornar um fenômeno social, eu acho que pode mudar a fundação da Indústria do entretenimento”

“O público comum vai acabar conhecendo Oshi no Ko”

“O marketing de Oshi no Ko estava concentrado em Shibuya, não em Akihabara ou Ikebukuro, eles querem um público mais amplo”.

Nota: Um anime é considerado um “fenômeno social” quando ele consegue sair da bolha otaku e atinge um público muito grande, isso foi o que aconteceu com Kimetsu no Yaiba quando a primeira temporada estreou por exemplo. Em relação ao marketing, veja no vídeo abaixo as propagandas que foram feitas promovendo o anime, o Comitê de Produção pegou pesado:

Também Reclamam de Oshi no Ko por que não irá Atingir o Público Comum

Apesar da expectativa de que Oshi no Ko possa alcançar além dos otakus o público comum, algumas pessoas duvidam que isso seja possível: “É impossível. Em primeiro lugar, a ideia de reencarnar como o filho da Idol que você era fã na sua vida passada é muito repugnante. Nesse ponto, qualquer pessoa com senso comum desligaria o anime. E, além disso, as piadas sobre otakus e bebês só são apreciadas por otakus”.

Quando o filme “Kimi no na wa” foi lançado e conquistou o público em geral, o filme “Fireworks” tentou seguir a mesma fórmula, mas fracassou miseravelmente por ter sido feito no “estilo para otakus”, com uma história, tom e personagens que não agradaram ao público comum.

Oshi no Ko ep 1

O mesmo acontece com Oshi no Ko, que não tem elementos que possam atrair o público comum, tanto na história quanto nos personagens e no tom. Além disso, existe uma disputa interna entre os otakus que assistiram ao anime, já que o episódio 1 contém uma cena “repugnante para otakus”.

Assim, os otakus se dividem em duas facções: aqueles que entendem e aqueles que resistem e discutem (e que também reclamam de Oshi no Ko). No entanto, essa “batalha” acaba sendo apenas mais uma briga entre otakus, onde cada um tenta provar sua superioridade.

“Aqueles otakus que se dizem comovidos ou que acham ter as respostas corretas não estão acostumados a assistir trabalhos em live-action com frequência”.

Reação de japoneses a Matéria que Reclamam de Oshi no Ko

Oshi no Ko ep 1

Como a matéria do Nifty foi compartilhada em alguns sites de discussão entre otakus, focadas em anime, essa foi algumas das reações que eles tiveram:

“É difícil de aceitar porque é uma história de reencarnação”

“Tirando a discussão sobre isso, eu sou o único aqui que não acha que Kimetsu no Yaiba e SPYxFAMILY não são particularmente ótimos?”

“É nojento falar ‘pessoas comuns’ em primeiro lugar. Eles acham que otakus são diferentes de pessoas normais?”

“Eles estão são em escrever uma matéria dessa?”

“Eu vi uma cena em um comercial que os bebes estavam fazendo wotagei e foi tosco”. Ele se refere a essa cena:

Oshi no Ko ep 1

Conclusão

No final das contas, a história é sempre a mesma: quando um anime é lançado e muitas pessoas acabam gostando dele, começa a surgir um hype em torno dele. Por outro lado, sempre há pessoas que se incomodam com o sucesso dos animes e começam a criticá-los, dizendo que são “lixo” ou “superestimados”.

Neste momento reclamam de Oshi no Ko mas isso já aconteceu com animes como Kimetsu no Yaiba, SPYxFAMILY, Kaguya-sama, Bocchi the Rock (que creio ter sido mais uma briga Bocchi x Chainsaw) e agora está acontecendo com Oshi no Ko. Você pode encontrar vídeos, comentários nas redes sociais e em outros lugares de pessoas falando o quão ruim Oshi no Ko é, enquanto aqueles que assistiram e gostaram apenas querem curtir o anime em paz.

Agora, se você acha “nojento”, “repugnante” um homem de 30 anos ser fã de uma idol menor de idade, o anime apenas está retratando um fato real.

Leia Mais posts na Você Sabia Anime

Hoss

Hoss é o criador da Você Sabia Anime, formado em Design, está estudando japonês, talvez coreano, está treinando desenho em uma mesa e começou a fazer lives no Youtube