Mãe e Filho são pegos por vender produtos falsos de Pokémon

Mãe e Filho são pegos por vender produtos falsos de Pokémon

No dia 10 de setembro, a delegacia de Ikegami, em Tokyo, anunciou que estará entrando com um processo contra duas pessoas, um homem de 23 anos, empregado em um escritório, e a sua mãe, uma mulher de 49 anos, que vive em Miki, Hyogo.

O crime deles? Desde Outubro de 2019, os dois tem importado produtos falsos de Pokémon da China e revendido em sites online para o pessoal no Japão.

Abaixo a reportagem mostrando os produtos falsos:

Mãe e filho dividiam o trabalho, o filho fazia a compra dos produtos da China e a mãe enviava para os clientes no Japão. Um exemplo, um tapete pro card game, eles pagavam 700 ienes por cada e revendiam no Japão por 3.000 ienes.

O foda disso é que um oficial licenciado custa 2.750 ienes na loja online do Pokémon Center, e mesmo com o preço mais alto (talvez por causa das artes, não sei), eles ganharam por volta de 2 milhões de ienes (R$ 99.831,44) desde que começaram com isso.

Os dois admitiram o crime, e eles explicaram as motivações que os levaram a fazer isto.

O filho disse:

”Eu fiz isso porque queria dinheiro”

A mãe disse:

”Eu fiz isso porque queria que meu filho ganhasse dinheiro”.


Curta a gente no Face, siga no Insta e no Twitter!! Arigas!!

Compartilhe!!