Ken Akamatsu comenta caso na Dublagem de Simpsons

Ken Akamatsu comenta caso na Dublagem de Simpsons

Você ficou sabendo que Os Simpsons anunciaram que, a partir de agora, dubladores brancos não vão mais poder dublar personagens negros na série? Eles vão trocar todos os dubladores, tudo isso ocorreu após os protestos que ocorreram nos EUA.

A Abema Times reportou que o mangaká Ken Akamatsu, que antes falou sobre a liberdade para poder criar histórias, comentou sobre seu pensamento sobre isso, e se vai afetar a indústria japonesa de animação.

Ele disse:

“Pode parecer uma reação excessiva quando se olha para as coisas do Japão, mas os países estrangeiros têm suas próprias questões particulares, por isso vou me abster de críticas simplistas e, em vez disso, observar a situação por um tempo, entretanto, digo que a ação de selecionar atores por sua raça, ao invés de seus talentos individuais, parece ir contra o caminho que a humanidade trilhou ao longo da história”.

Quando lhe perguntaram como ele se sentiria como criador sobre as decisões de elenco relativas às dublagens em língua estrangeira de suas obras, ele respondeu que, com base em suas experiências anteriores, “no Japão, um dublador de uma obra animada não mudaria por causa da raça, mas para uma dublagem em língua estrangeira, deixo esses assuntos ao critério da empresa responsável”.

A respeito de qualquer preocupação que ele tenha com a liberdade de expressão, ele disse: “Estou muito curioso sobre o movimento atual no exterior para apagar ou remover obras passadas. O mangá de Osamu Tezuka tinha algumas expressões discriminatórias, mas é padrão no Japão deixar uma nota explicativa sobre isso enquanto preserva o trabalho como era no passado. Como as obras que apresentam expressões discriminatórias passam por cada vez mais regulamentações, pode se tornar impossível ver essas obras antigas. Entretanto, quando se trata das obras que serão criadas no presente e no futuro, eu não vejo absolutamente nenhum problema em criadores como eu, aplicando individualmente nossa própria discrição e consideração enquanto temos nossa liberdade de expressão protegida. Espero que ambos os lados possam manter um bom equilíbrio”.

Finalmente, ele comentou o seguinte sobre a afirmação de que os personagens de anime são modelados em base como pessoas brancas: “Criadores (japoneses) como eu não estão pensando em nossos personagens como pessoas brancas quando os desenhamos. Tomemos como exemplo o protagonista de Sailor Moon, Usagi Tsukino. Ela pode ter cabelo loiro, mas isso é simplesmente uma expressão do mangá. Em sua vida anterior, ela era uma pessoa do mundo da lua. Talvez seja possível que mundos de fantasia como este se tornem objeto de críticas. Elfos negros e outras raças de fantasia também podem sofrer críticas. Prevejo várias questões que entrarão em debate no futuro”.

O jornalista de cinema Hiroaki Saitō também comentou sobre a questão dos dublagens em língua estrangeira de anime japonês, observando que, em um nível prático, seria impossível elencar etnicamente os japoneses que vivem no exterior para cada papel. “É possível que esta questão se torne predominante no futuro, dadas as medidas que foram tomadas até este ponto”, disse ele.


Compartilhe!!