Artista do mangá de Kumo desu ga Elogia Mushoku Tensei

Artista do mangá de Kumo desu ga Elogia Mushoku Tensei

Asahiro Kakashi é a pessoa que desenha a versão mangá de Kumo desu ga, e Asahiro publicou uma thread aplaudindo o mundo e a história de Mushoku Tensei, inclusive a ”afirmação de vulgaridade” de Mushoku, com descrições de sexo em outra cultura”.

Os tweets:

Assistindo ao anime de Mushoku Tensei reafirmou para mim que é tanto um marco no Shо̄setsuka ni Narо̄ como um trabalho com uma certa excentricidade sobre ele. Vou tentar anotar o que há de tão extraordinário nele.

A excentricidade de Mushoku está em sua “afirmação da vulgaridade”. Histórias que saíram mais tarde tendem inconscientemente a atenuar as representações sexuais, talvez porque são usadas deliberadamente como “fanservice” para prender os leitores. No entanto, no caso de Mushoku Tensei, o sexo é retratado francamente como uma questão natural. Os pais que já têm um filho irão fazer todas as noites numa tentativa de conceber um segundo bebê, e os membros da realeza irão sair com uma empregada na frente de uma criança.

Há uma distinção muito sutil entre “É assim que eu gostaria que fosse” e “É assim que é”. Não são os momentos sexys convenientes e felizes que você teria se trabalhasse a partir de uma fantasia, ele imagina o senso comum de um lugar da história humana e constrói uma cultura fictícia quando se trata de sexo. É claro que inclui alguns defeitos pessoais, mas o fato de retratá-los de forma inflexível é atípico.

De qualquer forma, quando se trata da moral retratada em uma obra fictícia, há uma tendência de refletir os valores da era moderna, mas quando se trata de sexo, eles tendem a dar seus socos com demasiada frequência. Quando se trata de sexo, se você vai retratar uma cultura no nível da Idade Média, então não há como fugir do sexo. Mushoku Tensei retrata-a sem pretensões. Retrata até calmamente as mulheres se masturbando. É porque foi serializado de graça que foi capaz de superar o tabu.

O protagonista sem esperança não tem seus traços negativos afirmados. As partes negativas não são brancas para se tornarem algo sublime. À sua maneira, ele sente remorso por suas ações e luta para viver a vida de uma maneira melhor. Como resultado, ele é “aceito”. Penso que esta perspectiva de “aceitar alguém, verrugas e tudo” está faltando na cultura da mídia de hoje.

Rudeus cresce. No entanto, sua essência como pervertido de meia-idade não muda. Mesmo assim, ele tem permissão para viver uma vida que “dá frutos”. Nisso, há um sentimento de perdão para com os outros. É a antítese do tipo de ódio que inspira as pessoas a intimidar e ostracizar alguém por causa de sua desesperança. Embora tenha certeza de que algumas pessoas sentirão um desgosto visceral por um pervertido vulgar, o tema deste trabalho é que mesmo alguém como ele pode ser perdoado.

Eu posso ter exagerado demais, mas acho que ele capta o espírito da citação budista: “Os pecadores estão ainda mais necessitados de salvação do que as boas pessoas”.

Mushoku Tensei está toda hora recebendo criticas por causa das suas descrições de cenas pervertidas, só que se você assiste ao anime, você vê que todas as situações são naturais, é uma fantasia numa época que esse tipo de coisa é normal e Mushoku retrata isso com naturalidade.

Não é como um anime ecchi que simplesmente joga um fanservice ali.

Comentem!

Compre na Amazon e apoie a Você Sabia Anime!

 

Gostou do post? CURTA nossa página no Facebook! SIGA o Hoss no Twitter e nosso PERFIL no Instagram! Receba nossos posts pelo Telegram.

Sugestões? Correções? Proposta comercial?
nos envie um e-mail para: [email protected]gmail.com

%d blogueiros gostam disto: