Professor pede desculpas por Mijar em Futon de aluno

Professor pede desculpas por Mijar em Futon de aluno

No Japão rola as atividades extracurriculares, que normalmente ocorrem por esta época do ano, no verão japonês (Brasil é inverno), os membros de um time/clube acabam viajando juntos para algum canto para passar uns dias praticando seus esportes ou instrumentos musicais.

E eis que o clube de Kendo da Mie High School nunca vai esquecer a sua viagem, ele foram para Bundoono, que fica em Oita, e entre os dias 10 e 12 de Julho, o clube ficou hospedado em um hotel perto da cidade, e os membros foram acompanhados por 2 treinadores, alguns professores e um pai dos alunos.

O grupo estava hospedado em quartos estilo japonês com piso de palhetas de tatami e tapetes de dormir futon, com várias crianças para cada quarto. As luzes foram apagadas bastante cedo na primeira noite, um pouco antes das 9h30, e enquanto algumas crianças provavelmente dormiram bem até de manhã, pelo menos três foram acordadas no meio da noite por um de seus treinadores mijando em um de seus futons.

O que rolou para isso acontecer? Bom, foi o seguinte.

Após os estudantes terem ido dormir, os adultos decidiram abrir umas bebidas numa sala separada, e começaram a beber e a bater papo, a sessão de bebedeira rolou das 9:30 até as 11 da noite, Eles beberam demais e acabaram caindo no sono.

Nisso, um dos treinadores, um homem na casa dos 50 anos, acordou lá para as duas da manhã com muita vontade de ir no banheiro, só que ele ainda tava zonzo da bebida.

Resultado?

Ele abriu a porta pro quarto onde 3 estudantes masculinos estavam dormindo, e começou a mijar em cima do futon de um dos alunos, também acabou caindo na camisa do moleque.

Os garotos então começaram a gritar, mas o professor estava muito sonolento ainda e não respondeu, quando amanheceu, os três garotos foram falar né, e o professor que mijou pediu desculpas.

Ele disse: ”Eu estava sonolento e confundi o quarto deles com o banheiro, eu peço mil desculpas”.

Ele acabou tendo que pagar 7.000 ienes de ”taxa de limpeza” pro hotel por ter mijado no futon.

Após voltarem para a escola, um telefonema anônimo reportou o caso para a escola, que suspendeu o treinador de participar de atividades do clube de kendo por 15 dias, que já passaram e ele já voltou ao clube, mas segundo o diretor da escola:

”Suas ações foram inapropriadas para alguém responsável por nossos alunos. Aguardo o julgamento da diretoria da prefeitura de educação sobre o que fazer com o professor”.


%d blogueiros gostam disto: