Produtor de Anime diz que por conta do Exterior, Estúdios de Animes estão Ganhando Mais

Matéria traduzida do Crunchyroll.

Os estúdios de anime são a espinha dorsal da indústria, sem eles não teríamos animes. Durante quase todo o tempo em que a indústria esteve presente, na maioria dos casos, os estúdios de anime foram contratados por comitês de produção para criar uma série baseada nas especificações e nos insumos do comitê. Uma quantia fixa é dada a um estúdio de anime para produzir a série, e de acordo com o produtor Yoshitada Fukuhara, essa quantia está aumentando constantemente graças à demanda internacional.

No ano passado, Yoshitada Fukuhara, que trabalhou em séries como Kemono Friends, Kemurikusa e várias outras, tweetou que a quantidade média que um estúdio de anime recebe para produzir um episódio era de cerca de 15 milhões de ienes, fazendo com que uma série de 12 episódios de anime de TV custasse 180 milhões de ienes.

Em 22 de agosto, Fukuhara corrigiu sua informação e declarou que, em média, alguns estúdios de anime estão ganhando 5 milhões de ienes a mais por episódio e podem obter royalties pelo que criam – se for bem sucedido. Este aumento eleva o orçamento dos animes para cerca de 20 milhões de ienes (US$190.000) em média por episódio.

Os estúdios que recebem estes royalties são geralmente os maiores, que criam os animes mais populares da temporada. O aumento da quantidade dada aos estúdios de anime pelos comitês de produção ajudar a atrair criadores mais talentosos, porque os licenciadores estrangeiros estão interessados em criadores e estúdios de maior perfil para vender uma série – especialmente antes da transmissão, quando não há muito a ser feito para fins promocionais.

Por outro lado, Fukuhara diz que, para estúdios menores, é difícil obter royalties e que os estúdios precisam ter um histórico comprovado para chegar até mesmo à mesa de negociações. Fukuhara diz que as produções futuras verão os estúdios fazendo muito de seu próprio trabalho de direitos autorais (como a Toei Animation e Kyoto Animation atualmente fazem) com seus próprios títulos originais, ou ter um assento maior no comitê de produção.

Tradução do tweet:

“Este Tweet é de um ano atrás, mas recentemente o preço de mercado para um episódio de anime tem sido de cerca de 20 milhões de ienes. Isto porque os locais de distribuição no exterior estão concentrados na popularidade da obra original, do estúdio e do criador quando eles licenciam a série a um preço alto, portanto, a maioria das encomendas está concentrada nos estúdios mais populares. Além disso, os estúdios maiores tendem a ser capazes de reivindicar facilmente os royalties.

Pelo contrário, é difícil para os estúdios menores reivindicarem os royalties. Os orçamentos gerais estão aumentando, mas os royalties feitos através de licenças domésticas de transmissão de TV estão mudando e estão desaparecendo gradualmente. A nova ideia é que uma vez que um trabalho original tenha um histórico comprovado, o estúdio poderá reivindicar royalties.

Para conseguir isto, a tendência no futuro será que os estúdios de produção não só produzam obras, mas também criem um sistema que lhes permita fazer seu próprio negócio de direitos autorais, fundir ou ser adquirido por uma grande empresa, ou trabalhar com uma empresa de produção. O número de obras originais está diminuindo e seria bom se houvesse mais anime original criado pelos estúdios”.


Hoss

Hoss é o criador da Você Sabia Anime, formado em Design, está estudando japonês, talvez coreano, está treinando desenho em uma mesa e começou a fazer lives no Youtube

%d blogueiros gostam disto: