Japão: Homem é condenado a 2 anos de prisão por tirar censura de vídeos adultos

Japão: Homem é condenado a 2 anos de prisão por tirar censura de vídeos adultos

Homem é condenado a 2 anos de prisão por ”descensurar” vídeos adultos, pois é ilegal vender ou distribuir pornografia sem censura no Japão. O visual ”mosaico” se tornou algo icônico no JAV, sabe, aqueles pixels granulados onde as partes íntimas deveriam estar, e embora seja ilegal, há sim um mercado de pornografia japonesa sem censura.

Homem é condenado a 2 anos de prisão por tirar censura de vídeos adultos

Masayuki Nakamoto foi preso em outubro do ano passado por vender vídeos adultos sem censura na internet. O homem de 44 anos usou um software para ”descensurar” os vídeos, removendo o mosaico e depois revendendo seus esforços para as pessoas.

Essa foi uma solução alternativa, já que o mosaico é feito à mão, sim, há pessoas no Japão cujo único trabalho é pixelizar órgãos genitais, e isso não pode ser removido. Por isso, o espertinho Nakamoto usou um programa de inteligência artificial com aprendizado de máquina para simular visualmente a aparência das partes íntimas obscurecidas e, em seeguida, adicionar uma representação fotorrealista por cima.

Ele estava modificando ainda mais a imagem pixelizada com genitais de melhor suposição, não a restaurando em si, mas os resultados de sobreposição foram aparentemente bons. Ele vendeu muitos vídeos que editou assim e ganhou R$430.171,18 como fruto dos seus esforços.

Seu julgamento em Kyoto sob a acusação de violação de direitos autorais e exibição de mídia obscena resultou em um veredito inevitável de culpado. No final de junho, ele foi condenado a dois anos de prisão, que foi suspenso por três anos devido ao remorso demonstrado por Nakamoto e multa de R$78.234,54.

Via: Tokyo Kinky

Curso de japonês do básico ao avançado! Fique fluente em japonês com um método único e inovador! Clique Aqui!

Japão: Homem é condenado a 2 anos de prisão por tirar censura de vídeos adultos 1

%d blogueiros gostam disto: