O Caso de Bullying Virtual mais Tenso do Japão – Takahiro Karasawa

O Caso de Bulyying Virtual mais Tenso do Japão - Takahiro Karasawa

O Caso de Bullying Virtual mais Tenso do Japão – Takahiro Karasawa

Cheguei aqui com o caso de Bullying virtual que prometi na semana passada para ontem, mas só estou postando hoje!

E por que eu só estou postando hoje? Porque eu perdi os links da história que eu havia salvo! Yay, na verdade meus favoritos no chrome é uma bagunça, mas tá aqui.

Então, pode ser que vocês já saibam dessa história porque ela é muito famosa, muito mesmo, então para quem não a conhece vai conhecer agora, e se você já conhece, veja outros posts do Japão Estranho.

Mas hoje iremos falar sobre Takahiro Karasawa e porque usar seu nome real na Internet no Japão é uma má ideia.

O texto é BEM LONGO!

O Caso de Bullying Virtual mais Tenso do Japão – Takahiro Karasawa

Este é considerado um dos casos mais conhecidos de incidentes online ocorridos no Japão, e é considerado por muitos como o epítome do ambiente online japonês. Caso você esteja querendo aprender japonês e começar a postar em japonês interagindo com eles, é importante ter conhecimento deste caso.

Como Tudo começou

No Japão existe um site de conversa chamado 2chan, que é parecido com o 4chan (site em inglês), lá existia um Board chamado ”NanJ”. NanJ é a abreviação de ”NandemojikkyouJupiter” que em PT-BR ficaria algo como ”Analisando tudo”.

Foi originalmente criado para publicar análises sobre esportes e outros eventos com vários posts de humor que nada tinham a ver com esportes.

Muitos dos memes populares do Japão se originaram daí, e seus usuários, que são tecnicamente os pioneiros da comunidade online japonesa, são chamados de ”Povo Aboriginal”, que são representados por esta arte: (´・ω・`)

1 - O Caso de Bullying Virtual mais Tenso do Japão - Takahiro Karasawa
Ilustração do povo Aboriginal no NanJ

Eles são chamados de Povo Aboriginal porque em Maio de 2009, uma revolução política (regras) ocorreu em um board diferente chamado ”Baseball Ch.”, o que fez com que vários usuário saíssem dele e fossem pro NanJ, essas pessoas novas começaram a serem chamadas de ”Povo Yakyu” (povo do Baseball), com esta arte representativa: 彡(゚)(゚)

2 - O Caso de Bullying Virtual mais Tenso do Japão - Takahiro Karasawa
Ilustração descrevendo o momento que os Yakyu chegam em NanJ

O povo Yakyu era conhecido por serem pessoas agressivas e sádicas com atitudes bárbaras mas que eram muito unidos, eles eram muito não-civilizados mas tinham uma cultura própria, a marca registrada deles era o dialeto de Mouko (um dialeto falso de Kansai).

Continuando, assim que o povo de Yakyu migrou pro NanJ, eles começaram a abusar e a remover o povo Aboriginal. O povo Aboriginal era o pioneiro da internet, com um humor bacana e influência cultural na internet japonesa, mas eles não tiveram chances contra os Yakyu.

3 - O Caso de Bullying Virtual mais Tenso do Japão - Takahiro Karasawa

Então as duas partes começaram a brigar, até que gradualmente foram se unindo.

Enquanto isso ocorria na internet na comunidade NanJ, em 2009, um jovem garoto começou a sua internet, e tomando vantagem dessa migração, começou a postar sempre com o nome falso de ”Taichi Yagami” 八神太一. Apesar de ser um site anônimo, o garoto resolveu usar um nome completo para trollar os outros usuários.

Isso é conhecido como ”Kotehan” no Japão, você usar um nome completo para postar online, é considerado um risco já que dá chances de você ser identificado.

Ele postava mensagem provocativas para incitar outros usuários do NanJ. Sabendo que ficaria anônimo, ele começou a se gabar de suas atividades criminosas, como beber sendo menor de idade, assédio sexual, suspeita de pornografia infantil e postar de forma aberta discurso de ódio.

Algumas mensagens dele:

  • Se a pessoa desaparecida é afogada, não há sepultura para ele, e muito menos um funeral LOL

Ele postou isso durante o Tsunami de Tohoku em 2011.

  • Cala a boca seu merda, eu nunca irei para Osaka na minha vida. Nada lá supera Tokyo, a única coisa que eles tem lá são velhas fedorentas com dialeto de Kansai e Zainichis coreanos LOL!! Eca, sinto cheiro de Kimchi!!

Postado no dia 22 de fevereiro de 2011. Basicamente ele está sendo racista aqui.

Sua atitude provocativa começou a irritar os usuários do NanJ, já que ele era um pé no saco, além da situação difícil que a comunidade NanJ passava.

Porém, um dia, ele se fudeu.

No dia 7 de Março de 2012, que começou como qualquer outro dia, Yagami estava brigando com vários outros usuários do 2chan, quando ele foi provocado sobre seu currículo acadêmico (isso porque ele havia postado várias mensagens de ódio contra pessoas com currículos acadêmicos baixos).

Ele acabou postando o seu documento de aceitação da Universidade, mesmo que ele tenha postado apenas uma pequena parte do documento, que só dizia que ele havia sido aceito e ter escondido tudo, em minutos a universidade foi identificada.

Após isso, tudo sobre ele começou a aparecer online, a linha de trem que ele usava, a data da graduação dele, a escola que ele frequentou, seu endereço, seu nome foi identificado assim como o nome de toda a sua família.

Rapidamente, Yagami estava nu na internet, seu poder de ser anônimo sumiu, todos os seus anos de posts de ódio no 2chan se viraram contra ele num piscar de olhos.

Neste ponto a coisa mais esperta que ele podia ter feito era um pedido sincero de desculpas por tudo o que ele fez, um pedido público de desculpas e parar de usar o 2chan, porém, ele não fez isso.

Ele começou a ameaçar os outros usuários, dizendo que ele tomaria ações legais contra as pessoas que postaram suas ”informações pessoais” na internet.

E sabe o que isso causou? Mais lenha na fogueira.

E eis que o Senhor H (seu nome real começa com H), munido de 300.000 ienes, começou a procurar advogados para lhe defender.

Entre os advogados, é de senso comum não se envolver em tretas deste tipo na internet porque é tecnicamente impossível fazer algo contra isso, e foi o que aconteceu, vários advogados negaram ajuda ao Senhor H, mas teve 1 que aceitou o caso, um ”especialista em bullying online”.

Sim meus amigos, é aqui que entra o Senhor Karasawa.

Takahiro Karasawa entra na História!

No dia 28 de Março de 2012, o Senhor H voltou a vida online com o seu advogado, O Senhor Karasawa, que se identificava na internet como ”Advogado Karasawa Advogado” (sim, ele botou Advogado duas vezes como seu nick), ele solicitou a divulgação do endereço de IP dos posts prejudiciais ao seu cliente.

download - O Caso de Bullying Virtual mais Tenso do Japão - Takahiro Karasawa

Para a surpresa de todos, Karasawa teve seu pedido atendido e o povo do NanJ ficou furioso com isso, pois eles estavam lidando agora contra uma força poderosa da Lei Japonesa, Normies, mas após isso eles passaram a mirar no advogado.

E OH BOY não foi bom isso.

No dia 30 de Março de 2012, os internautas descobriram que a conta oficial da firma do Senhor Karasawa seguia vários perfis de Idols, entre os 13 e 15 anos de idade, isso deixou vários usuários surpresos porque algo assim você segue na sua conta pessoal, não da empresa, e muito menos se você for um advogado especializado em Bullying online.

No dia seguinte, a conta do Twitter da empresa foi trancada.

Outra coisa que surpreendeu os usuários foi este post feito pelo advogado:

  • Eu peço desculpas por postar isso em uma thread sem relação, mas posso pedir para que alguém crie uma thread chamada ”Thread de solicitação de divulgação de IP”? Peço desculpas por causar problemas.
  • Se alguém de forma anônima criasse essa ”Thread de solicitação de divulgação de IP’ eu gostaria de escrever meu post nela, eu vou escrever sobre o incidente. Alguém por favor poderia me ajudar apesar de ser inconveniente?

Sabe o que isso significa? Que aparentemente o Senhor Karasawa não sabia como criar uma nova thread no 2chan apesar de esta ser proclamada a sua área de internet.

A resposta que ele teve:

  • Se você foi pago por alguém para fazer isso, você deveria aprender como fazer, até estudantes do fundamental sabem fazer. Não fode com a gente se acha que vamos ajudar seu negócio de graça!

Este vacilo, junto com vários outros que ele foi cometendo, fez com que não muito depois os usuários parassem de focar o Senhor H e focassem só no Karasawa.

No entanto, o erro mais crítico que ele cometeu foi que ele ordenou a divulgação dos endereços de IP do conteúdo que atacavam ele e não o seu cliente.

Isso solidificou a sua reputação online como um ”advogado sem escrúpulos”, e que aumentou a zombaria contra ele. Karasawa solicitou o endereçeo IP de tudo, de posts contra ele, a favor dele, de posts que só comentavam o caso sem tomar lado, de tudo.

Isso foi a gota d’água para os internautas, agora era guerra contra o Karasawa.

Começa a Pior Época da Vida de Takahiro Karasawa

Logo o Senhor Karasawa não era alvo só do NanJ, mas de todo o 2chan. Em 7 de Maio daquele ano, passou na NHK um documentário chamado: ”Arquivo de Incidente Não Revelado.02 Aum Shinrikyo”.

Basicamente, Aum é um grupo terrorista responsável por ataques químicos no Japão nos anos 90, comandados pelo ”Guru Shoko Asahara”.

160401 adelstein japan death cult tease nqzipz - O Caso de Bullying Virtual mais Tenso do Japão - Takahiro Karasawa
Shoko Asahara, ele era instrutor de Yoga e estrela da TV, mas líder de um Culto que soltou gás Sarin e gás VX no Japão, foi preso e executado.

A notoriedade do incidente fez com que os internautas começassem a chamar o advogado de Guru Karasawa.

Asahara e o Aum Shinrikyo já eram memes bem estabelecidos da internet japonesa, e dos eventos recentes de Karasawa, isso acabou criando um culto da internet chamado de ”Koushinism”.

Os usuários do NanJ, que misturavam a agressividade do povo Yakyu e o humor bem bolado dos Aboriginal, se misturaram e criaram o meme mais sofisticado e cruel contra o advogado.

Pessoas que ajudam o meme são chamadas de ”Koshinites”, eles se tornaram bem organizados, lembrando realmente um culto de verdade.

Em Junho daquele ano, uma nova Thread chamada: ”As 6 Letras Sagradas” foi criada, contendo 6 letras que lidas juntas você tinha ”Mate Takahiro Karasawa” 唐澤貴洋殺す.

Esta situação forçou o envolvimento da polícia, o que fez com que Karasawa fosse ainda mais bombardeado por pessoas anônimas na Internet.

Pelo resto do ano, Karasawa e o seu cliente sofreram várias formas de assédio, virtual e físico, incluindo vandalismo e pegadinhas nas propriedades dos dois.

Sobre o Senhor H, muita informação pessoal dele foi divulgada na internet, incluindo seu album escolar e seus trabalhos, Karasawa foi forçado a trocar de escritório, mas seu novo endereço foi facilmente encontrado.

A medida que Karasawa ia escrevendo mais e mais no 2chan, usuários iam estudando sua forma peculiar de escrever. Um exemplo é que ele se referia a ele mesmo com Toshoku ao invés de Watashi, isso permitiu as pessoas a postarem online fingindo ser o Karasawa, e assim assediando garotas ou criando vírus que forçavam as pessoas a assistirem vídeos pornôs.

Todos estes tipos de ações culminavam em tentativas do advogado de agir e que sempre acabava com o povo do NanJ respondendo mais alto.

Em Abril um homem foi preso por enviar ameaças de morte. Como este usuário foi preso, outros Koshinites começaram a santificar este indivíduo, o que encorajou outras pessoas a cometerem atos cada vez piores.

No mesmo mês todas as atividades do Senhor H foram publicadas pelos Koshinites, incluindo várias fotos deles, e vários pertences da casa dos pais dele começaram a ser roubados.

No final daquele ano, Karasawa disse que a motivação para ele ocupar o cargo que ocupa hoje foi que quando ele era mais novo, viu seu irmão mais novo ser morto por um mafioso.

Nem esta história comoveu os internautas, que começaram a zombar da morte do irmão dele e a espalhar rumores de que tinha sido ele mesmo o assassino.

Porém isto gerou uma pequena treta entre os Koshinites, pois alguns deles não achavam certo zombar dos mortos, logo a situação foi controlada.

Durante um bom tempo ocorreu muito combate entre o 2chan e Karasawa, e algumas prisões aconteceram, e apesar de tudo que rolava no 2chan, essa história era fechada no 2chan, quem não entrava, quem era de fora da comunidade, não fazia ideia dessa história.

Mas obviamente isso mudou.

Untitled 1 1 - O Caso de Bullying Virtual mais Tenso do Japão - Takahiro Karasawa
Foto tirada de um programa de TV com um texto de uma pessoa fingindo ser o Karasawa

2015 foi o ano em que a Calamidade HaseKara atingiu o seu ponto de virada, se tornando em um dos casos mais famosos do Japão.

Por volta do ano novo daquele ano, um ransomware chamado KRSWLocker foi criado por um dos Koshinites, criando pânico pelo país, atingindo pessoas e organizações no Japão.

E foi por causa disso que o caso chegou até as pessoas do Japão e que apareceu na TV e nos jornais

2bd1652c s - O Caso de Bullying Virtual mais Tenso do Japão - Takahiro Karasawa

O print acima é do jornal Sankei do dia 3 de Janeiro de 2015, noticiando sobre o KRSWLocker. Esta foi a primeira vez que o público ficou ciente do caso HaseKara, e no final daquele ano um rapaz de 17 anos foi preso e condenado a 2 anos de prisão pelo seu crime e o senhor Karasawa foi entrevistado por vários jornais.

Em Fevereiro de 2015 um modelo 3D do Karasawa foi criado no MMD e publicado no NicoNico Douga.

smile - O Caso de Bullying Virtual mais Tenso do Japão - Takahiro Karasawa

O NicoNico Douga é o Youtube do Japão e o MMD é um programa gratuito de 3D onde qualquer um pode criar um personagem em 3D.

Alguns vídeos então foram criados pelos Koshinites e se tornaram bastante populares, no fim do mês haviam 4 ou 5 vídeos nos mais populares do mês relacionados aos Koshinites.

Imediatamente o Koshinite espalhou pela internet como fogo na floresta para as pessoas que não faziam parte do 2chan. Por causa disso muitas pessoas conheceram o 2chan, conheceram o caso HaseKara e se tornaram Koshinites, e as coisas só pioraram.

Neste tempo, 4 facções foram criadas na comunidade Koshinista

Divisão Missionária – Missão era espalhar a ideia do Koshinismo pelo mundo e aumentar seus membros, as suas atividades envolvem:

  • Modificar o Wikipédia
  • Hackear o Google Maps
  • Twitter
  • Espalhar no exterior
  • NicoNico Douga
  • etc

Divisão de Pesquisa – a Missão era caçar novas informações sobre Karasawa e o Senhor H

  • Drones espiões (no interior e fora do escritório de Karasawa e a casa dos pais do Senhor H foi mapeada e publicada, incluindo um modelo 3D completo).
  • Espionagem (algumas muitas prisões foram feitas aqui)
  • Espionagem ao vivo (Ocorreu também deles serem presos ao vivo)
  • Encontros em Corte (Os Koshinites tinham um código para se conhecerem de forma offline em cortes e tribunais envolvendo o caso Karasawa, a Constituição do Japão diz que os julgamentos podem ser vistos pelo público, casos envolvendo Koshinismo possuem muito público).

Divisão de Arte e Cultura 

  • Criar cartas falsas de Yugioh do Karasawa e Senhor H
  • Vídeos memes de MMD
  • Composições musicais (muitas vezes músicas inapropriadas) sobre o caso
  • Camisas
  • Etc

Waruimo – E aqui a facção mais perigosa, responsável por:

  • Ameaça de bombas
  • Ameaça de Mortes
  • Alterar sugestões do Google
  • Roubo
  • Hackeamento
  • Vandalismo
  • Outras atividades extremas

Na metade de 2015, o caso HaseKara se tornou um movimento imparável, muitos jovens aderiram as ideias Koshinistas via NicoNico Douga e Twitter graças aos trabalhos das divisões missionária e de arte e cultura (memes), e o nome de Karasawa Takahiro se tornou conhecido no país inteiro ao lado de jovens menores de 25 anos.

E os crimes começaram a aumentar a medida que iam passando na TV agora.

Durante esta situação, Karasawa e seus amigos criaram uma nova firma em Toranomon, mas rapidamente o local, assim como a identidade da staff, foi completamente descoberto.

Em poucas semanas os amigos e família de Karasawa foram revelados, identidade, rostos e modelos 3D foram criados no MMD.

Já o Senhor H, suas fotos eram tiradas as escondidas, assim como de toda a sua família, ocorreu da sua casa ter sido marcada no Google Maps como um ”local turístico”.

Karasawa então recebia várias ameaças de morte, como por exemplo: ”Eu vou te esfaquear até que você não tenha mais forma”, Karasawa resolveu quebrar o silêncio e ele aceitou dar uma entrevista para a TV, onde ele não iria aparecer, só falaria.

Em Abril o Google Maps foi hackeado por 3 homens, causando mais uma treta nacional, sendo noticiado amplamente na TV e divulgando ainda mais o Koshinismo.

Untitled 1 - O Caso de Bullying Virtual mais Tenso do Japão - Takahiro Karasawa

Acima um exemplo de mapa que foi ”Koshinificado”

Esta pegadinha teve muito impacto na sociedade por mudar coisas importantes, alguns exemplos: o Parque Memorial da Paz da Bomba A de Hiroshima virou o Território de testes de Armas Nucleares de Koshin-kyo, o Palácio Imperial de Tóquio virou o Koshin-kyo Headquarters e o HQ da Polícia Metropolitana virou o Aum-Shinrikyo Satyan.

Essas mudanças causaram treta nacional devido a familiares e vítimas envolvidas com estes locais e cada caso, e por conta disso 3 homens foram presos mas soltos depois com acusações pequenas.

Logo as pessoas começaram a perceber que coisas ridículas e que não traria nenhum bem poderiam levar a ganhos grandes se feitos por Koshinismo, então os ataques ficaram piores.

Em Fevereiro de 2016, uma grande ameaça de bomba foi feita contra 47 instituições do Governo, incluindo a residência do Primeiro Ministro e a Embaixada dos Estados Unidos em Tokyo, e elas foram feitas em nome de Karasawa!

O caso foi grande, a polícia anti-bomba vasculhou os locais, a mídia divulgou imensamente e Karasawa estava novamente no centro da mídia. No final de fevereiro um jovem de 20 anos chamado de Ryota Ando foi preso pelos seus crimes e pegou 2 anos e meio de trabalho forçado.

E por causa disso, Karasawa aceitou mostrar o seu rosto na TV, em um programa da NHK, e abaixo você pode assistir esta reportagem:

Em Outubro, a FCCJ organizou um seminário sobre crimes cibernéticos no Japão e introduziu o Koshinismo como o maior grupo criminoso virtual do Japão.

Em Junho de 2017 Karasawa apareceu novamente na NHK, em um documentário cobrindo assédio na Internet.

E o assédio contra ele continua até hoje… e não deve parar, ele virou alvo e meme para sempre.

O caso HaseKara gerou várias vítimas, mas as maiores são obviamente os familiares, amigos e colegas de trabalho do Senhor H e de Karasawa, que nada tinham a ver com o caso.

O Senhor H está sobre constante vigilância dos internautas, assim como a sua família. A última notícia dele é que saiu do trabalho e está se escondendo em algum lugar.

O Senhor Karasawa pode até considerar que sorriu por último, ele saiu de um advogado desconhecido em Tokyo para se tornar imensamente conhecido, e ser um especialista em assédio online tendo vivido isso.

Ele já deu vários seminários e é sempre chamado para falar em todo o Japão, mas ele continua sendo um meme online para sempre.

Abaixo tem alguns vídeos feitos para zoar ele:

Conclusão do Caso

A coisa mais importante sobre este caso é que muitas pessoas que não tinham nada a ver foram alvos da treta, pessoas que criticaram o Koshinismo no Twitter e ex-koshinistas que eram contra os radicais, pessoas que apenas estavam no lugar errado na hora errada, todas foram atacadas.

No final do dia, toda a sua informação foi publicada online e tiveram um fim parecido com o Senhor H e o Karasawa.

O Caso HaseKara ainda está rolando, e deu abertura para que a internet japonesa se torne um lugar meio assustador.

Segundo o Senhor Karasawa, muitos de seus clientes são pessoas comuns, que não fizeram nada de errado. Ele cita uma mulher nos seus 20 anos que foi alvo de hate por apenas postar sobre sua vida feliz no Facebook.

Outra coisa que você precisa saber é que no 2chan existem pessoas que são chamadas de Tokuteichu (特定厨), eles são especializados em identificar pessoas.

Eles existem desde os anos 2000 mas cresceram muito após o caso HaseKara estourar, e eles são famosos viu, em muitos casos eles identificam pessoas de forma bem mais rápida que a polícia japonesa.

Quando eles se interessam por alguém e miram numa pessoa, sua vida já era. É dito que metade dos Tokuteichu são desempregados e que deve existir meio milhão deles.

E é por isso que muita gente prefere esconder sua identidade na Internet japonesa, não usar seu nome real, e é por isso que temos mangakás e escritores de LNs que não se revelam.

Abaixo está algumas dicas que japoneses seguem para se proteger online e evitar serem perseguidos pelos Tokuteichus:

  • Evitar usar o nome real – Alguns sites até encorajam as pessoas a botar um nome falso.
  • Não seja um cuzão na net (evitar agir como o Senhor H)
  • Não se gabe online (se gabar é uma das formas mais rápidas de ser odiado na internet).
  • Não use o Twitter ou outras redes sociais para expressar suas opiniões políticas escrevendo em Japonês (discutir política é uma das coisas que mais geram treta online, principalmente se escrever em japonês, é melhor criar um fake e digitar em inglês já que japoneses não leem inglês).
  • Não upe conteúdo que mostre sua vida pessoal
  • Não upe fotos pessoais suas

entre outras dicas.


Basicamente, é por isso que a galera não expõe seus nomes reais na Internet. O que acharam deste caso? Eu tô com a mão doendo de tanto digitar, mais de 3.400 palavras.

Agora por favor, espalhem isso, porque eu tô dolorido.

Fonte

Para ver todos os posts de Gotoubun no Site Clique aqui

Me Siga no Twitter e Curta nossa Página no Facebook!

APOIE a Você Sabia Anime no Catarse, visite ele clicando Aqui

Considere Comprar Mangás e Novels na Amazon e Apoie o Hoss a comprar analgésicos para a mão


 

Nos siga e Compartilhe
follow subscribe - O Caso de Bullying Virtual mais Tenso do Japão - Takahiro Karasawa0